19 de maio de 2013

ATPC - semana de 20/05 a 24/05/2013

Caros colegas de trabalho!!!!


Os Fóruns são espaços que têm como objetivo favorecer a aprendizagem cooperativa. Essa aprendizagem é construída a partir da troca, da discussão, dos argumentos e contra-argumentos, enfim da desconstrução do conhecimento estabelecido. Os temas são vistos e analisados por diversos pontos de vista. Não se busca uma resposta correta nos Fóruns. 

O confronto, a exposição das certezas e dúvidas trazem grande riqueza para quem está participando. Esses espaços podem parecer um tanto caóticos, mas pense em uma conversa social entre amigos ou em um debate acalorado na sala de aula. As questões polêmicas, que por ventura existam, passam a ser essenciais para a aquisição de novos conhecimentos. Você poderá comprovar isso quando, ao final das leituras, produzir seu registro,  sobre o que aprendeu e comparar com os conhecimentos que você já tinha sobre o tema.


As questões propostas  são portas de entrada para o assunto. Outras questões podem e devem ser levantadas pelos professores mas é importante que as posições defendidas sejam fundamentadas com elementos dos textos estudados ou de outras referências.

Aproveite! É imperativa a sua participação!


Dando continuidade aos nossos estudos........ Essa semana estaremos refletindo sobre a leitura nas diversas disciplinas.


O objetivo do material referencial é contribuir para a reflexão e o debate da equipe pedagógica (professores de todas as disciplinas) da nossa escola no tocante à responsabilidade de todos, de todas as áreas do conhecimento , no trabalho de ensinar a ler e escrever. Será possível? Como cada disciplina deve trabalhar leitura, sem estar fazendo o trabalho de Língua Portuguesa?
Temos também,  como objetivo, dar subsídios para o planejamento de ações dos professores a partir de indicações daquilo que os estudantes precisam ser capazes de realizar, progressivamente, nos diferentes ciclos e séries, em relação ao domínio das habilidades de leitura e de escrita para os gêneros textuais (das esferas: escolar, divulgação científica, jornalística e literária).

Comanda:

Leia o material referencial abaixo (Textos 1,2,3,4,5).

Redija um comentário tendo como foco a resposta a situação problema: 

1. Qual a responsabilidade de sua disciplina com a competência leitora?
2. Quais gêneros textuais a sua disciplina aborda?
3. Como você  desenvolve a capacidade leitora em suas aulas, focando esses gêneros?

Leia as postagens dos colegas e faça interação com alguns, dizendo se concorda ou não e por quê.


Bom estudo para todos!!!

Texto 1.

"Na escola, não se aprende só a ler, mas também maneiras de ser leitor"

Isabel Solé


Texto 2.



Texto 3.


Vídeo: Ler deveria ser proibido





Texto 4.
 Leitura nas diversas disciplinas I 

Texto 5. 

Leitura nas diversas disciplinas II

26 comentários:

  1. Todas as disciplinas possuem responsabilidade com a competência leitora e devem explorar uma leitura crítica onde o aluno perceba sentido no que lê, saiba diferenciar contextos,funções e intenções, localizar argumentos e desenvolver a capacidade de compreensão do mundo. Para tanto, é indispensável a exploração de gêneros diversos.

    ResponderExcluir
  2. Olá Angela, tudo bem? Desejo que sim. Pois então, entendo que a questão da competência leitora está um pouco além da questão do gênero ou tipologia textual. Acredito que é necessário para que a leitura se torne profunda, ampla e eficiente, o aluno deve ter um bom embasamento conceitual que envolve o texto, ou que o sustenta. Observo que muitos alunos não entendem alguns textos de geografia, história, filosofia, ou mesmo literários em razão de não terem claro na cabeça os conceitos que sustentam o texto e lhe dão sentido. Por exemplo, em geografia é muito difícil para um aluno compreender um texto de caráter científico, discutindo paisagem geográfica, sem entender realmente do que se trata esse tipo de paisagem em termos conceituais. E percebo que isso não está ligado somente a geografia, mas também a outras disciplinas. Muitas vezes, o aluno não é capaz de traduzir a ideia central de um texto, em razão de ter elementos conceituais que lhe permita avançar na entendimento do mesmo. Por isso reforço a ideia de que não é necessariamente o gênero ou tipo textual que vá contribuir para o desenvolvimento da competência leitora, mas sim a bagagem cultural, conceitual do aluno. Abraços. Vamos discutir, vai ser interessante.

    Anselmo.

    ResponderExcluir
  3. Ah, Angela, concordo contigo quando diz que todas as disciplinas tem responsabilidades com a questão da leitura. Tanto que é sempre importante lembrarmos que toda ciência, disciplina se baseia num discurso e via de regra este é passível de leitura. E para que esta seja competente faz-se necessário o entendimento do profissional da área da função e dos elementos que compõem sua disciplina... Abraços...

    ResponderExcluir
  4. Resumo: A leitura e a escrita são pontes incontestáveis para que haja uma inclusão do indivíduo dentro da sociedade. Tendo a escola à responsabilidade de sistematizar esses saberes, salienta-se que não é papel apenas do professor de língua portuguesa utilizar-se do texto para que haja uma aquisição significativa da linguagem. Outras disciplinas do Ensino Fundamental deveriam utilizar textos concretizados através dos gêneros disponíveis na sociedade e tipos formando conjunto com fim comum: a inserção do aluno no mundo letrado. Reconhecendo sua importância na sala de aula sugerimos que a utilização do texto aconteça com mais freqüência e que este uso possa articular-se coerentemente dentro de uma proposta interdisciplinar articulada entre as áreas de conhecimento.

    No entanto, não podemos atribuir toda a culpa da desfasagem quanto à habilidade leitora apenas ao professor, pois há diversos fatores que comprometem o processo de ensino-aprendizagem, como, por exemplo, os aspectos físicos da escola, condições de trabalho, falta de família participante e presente, entre outros.
    Professora Lourdes Reis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lourdes, concordo com você, todas as disciplinas devem se preocupar em incentivar a leitura,porém os fatores adversos que comprometem o desenvolvimento dessa atividade torna-se o trabalho cada vez mais complicado, onde confunde-se excesso de informação com conhecimento.
      Carla

      Excluir
    2. Olá Carla, tudo bem? Desejo que sim. Mas o que são exatamente esses fatores adversos? Elabora mais a ideia, acho que isso vai enriquecer o debate.

      Anselmo.

      Excluir
  5. Sem dúvida,caros colegas!
    Em todas as disciplinas deve-se trabalhar a prática da leitura e o gosto por esse hábito!
    Porém, trabalhamos em nossa esfera de atuação por exemplo:ler e interpretar mapas, gráficos tabelas ... O que não deixa de ser práticas de leitura! Não só isso, todos nós trabalhamos com artigos de jornais e revistas ao se tratar de assuntos atuais e cidadania ! Sabemos também,da realidade
    das salas de aula, alunos desinteressados,descompromissados que fazem do espaço escolar um ponto de encontro para passar o tempo.
    Os professores se desdobram para cumprir seu papel,tentando resgatar cada aluno com esse perfil como ovelhas desgarradas;e há de se pensar que é uma festa quando atingimos o objetivo do ensino,pois mesmo utilizando diferentes estratégias poucos se interessam.
    Mas,como bons educadores ... buscamos vislumbrar a luz ao fim do túnel e continuar essa empreitada.
    Houve época, em que as revistas em quadrinhos foram vistas como um grande perigo para a educação,exageros a parte,essa visão se provou equivocada. A eles havia sido negado o acesso livre a um tipo de leitura...
    Nossos alunos são privilegiados com tanto acesso ao conhecimento, por muitas vezes desperdiçado.
    Soeli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soeli, adorei sua colocação. De uma maneira ou de outra todas as disciplinas cumprem esse papel, parece inevitável. E o nosso tempo, a nossa contemporaneidade tem tornado a leitura algo de certo modo sem relevância, o que nos coloca numa berlinda, numa grande saia ajusta, entre o necessário, e a realidade, da sociedade e da escola.

      Abraços.

      Anselmo.

      Excluir
    2. Oi Soeli,

      Você abordou bem a questão do interesse.Acho que esse é o "nó" que nós professores procuramos desatar, buscamos meios para tal, mas parece que se torna dia-a-dia algo impossível. Veja bem, disse que parece, pois acredito que não seja só minha essa impressão.

      Como a leitura é o enfoque principal de nossa discussão, gostaria de compartilhar essa frase de Paulo Coimbra, que escreveu sobre "Leitura e escrita são tarefas da escola e não só do professor de português" :"Se nós, professores de todas as áreas, proporcionarmos a nossos alunos oportunidades para que escrevam muito para dizer coisas significativas para leitores a quem querem informar,convencer, persuadir, comover, eles acabarão descobrindo que escrever não é aquela trabalheira inútil de preencher 25 linhas, de copiar livro didático e pedaços de enciclopédias."

      Mirian

      Excluir
    3. Esqueci de fechar com a pergunta: - O que acham??
      Mirian

      Excluir
    4. andrea ( sala de leitura)23 de maio de 2013 15:16

      Olá, prof. Soeli, tudo bem?
      Concordo plenamente com o que disse à respeito do acesso livre à leitura. Embora muitos ainda não reconheçam o valor da leitura, quando se facilita o acesso a ela, percebe-se que se cria a independência, onde através de estímulos, o aluno desenvolve a espontaneidade e o gosto pela leitura. A princípio, para o leitor novato, os quadrinhos são um prato cheio para a inserção à um mundo de leitura divertida e descontraída.

      Excluir
  6. Mirian
    Olá colegas!
    Sem dúvida estamos diante de um desafio que há muito foi deixado de lado. E hoje frente às necessidades da vida moderna e globalizado, há que se pensar em novas maneiras de se aprender a aprender o que inclui aprender a ler. No que diz respeito a responsabilidade de todas as disciplinas para com a leitura acredito que ser unânime a resposta. Concordamos que é competência de todas as disciplinas, mas a questão que nos incomoda é como fazê-la. Penso que primeiramente é preciso aproximar o aluno da leitura de mundo, ele precisa entender que ler está ligado intimamente com a sua existência,transcende o aspecto relacional escola-livros.Nosso conhecimento,valores,comportamentos, relacionamentos, são moldados a partir da leitura que fazemos ao longo da vida. Acho que seria legal levá-los a entender isso, falar com eles que quando fazem um comentário sobre algo que viram, um filme, roupas, comida, etc..estão fazendo uma leitura, se posicionando, tomando decisões, enfim...Claro, que as intervenções do professor nesse diálogo o livro é essencial, para que esse conhecimento seja aprimorado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andrea (sala de leitura)23 de maio de 2013 15:39

      Olá, mirian, tudo bem? Também concordo com você, precisamos mostrar a eles que tudo está interligado, e que a leitura nos direciona como seres humanos e indivíduos que fazem parte deste mundo global.

      Excluir
  7. Carla
    Questão 1:A Filosofia busca introduzir o jovem no mundo filosófico,fazer que o aluno não só leia,mas que desenvolva a sua criticidade,usando argumentos sólidos e coesos e que esta argumentação possa dar base para ele refutar ou concordar.Afinal, pode-se fazer uma leitura filosófica de diferentes tipos de textos.

    Questão 2:Acadêmicos(textos filosóficos),jornalísticos, literários,iconográficos(charges,tiras...)

    Questão 3:Fornecendo ao aluno material diversos,incentivando-o a realizar leitura desse material, lendo passagens do texto que possam chamar atenção para a realização da leitura do material proposto, antes deles realizarem a atividade proposta, pois às vezes, o aluno parte para a atividade proposta sem ao menos ler o texto indicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, me parece que o aluno encontra-se num estado de letargia intelectual, quando a questão é a leitura, ainda mais quando esta se trata de algo mais específico, ou seja, quando está ligada a nossa disciplina. Fico triste quando um aluno se aproxima, com o texto na mão e as perguntas no caderno, indagando. Professor em qual parte do texto está a resposta, fazem isso sem ao menos olharem para o texto. Querem um caminho rápido, visual, como ícones de computadores..
      Diante disso, como incentivar a leitura?
      Anselmo.

      Excluir
  8. Mirian

    Gregório, tenho a mesma sensação. Hoje estava lendo um texto de Paulo Coimbra, onde ele diz que ler e escrever, são tarefas do professor. Cada um na sua disciplina. Diz que ensinar, é dar condições ao aluno para que ele se aproprie do conhecimento historicamente construído e se insira nessa construção como produtor do conhecimento. Ensinar é ensinar a ler. Quer dizer todo o foco está na competência leitora e escritora. Ele parte do princípio de que nós somos aprendizes de uma língua estrangeira, que parece com a nossa, tem traços que lembram a nossa, mas não é a língua que falamos, se referindo à herança cultural que recebemos de Portugal. Logo, o aluno só vai aprender a ler e escrever em português se praticar muito mais do que lhe é mandado praticar. A familiarização é que dá condições de se aprender uma língua estrangeira, nesse caso, quanto mais o aluno ler, tudo em todas as disciplinas, mais ele aprenderá. As salas de aulas devem ser reduto de leitura, o aluno precisa ter à sua disposição muitos livros, para que esse contato, aperfeiçõe a prática e a prática desperte o gosto e leve à construção do seu próprio conhecimento. E aí???...É possível?

    ResponderExcluir
  9. Silmara



    Na verdade, a maioria dos alunos constroem um conceito sobre a matemática distante da leitura e da interpretação de texto. Essa limitação fica evidente, nas dificuldades envolvidas na resolução de problemas, que ocorrem em grande parte pelo fato de os alunos não conseguirem ler nem interpretar o enunciado,a "decifração" com perguntas do tipo: "O que é para fazer?".
    Nos cabe, dar o "empurrãozinho" inicial, mas com o objetivo de obter a autonomia do leitor, mostrando caminhos, direções que ele possa trilhar sozinho.
    Observando que,no universo matemático, a concepção de leitura é algo simples, porém, não óbvia. Ou seja, na maior parte dos textos matemáticos, a leitura solicitada é sempre concisa, associada a instruções, comandos, a situações-problema e a símbolos específicos.
    Cabe a nós, professores de matemática, buscar caminhos e perceber que, justamente ao criar espaços para o desenvolvimento da habilidade leitora, estaremos utilizando mais um recurso didático, para o entendimento de nossa disciplina, ou seja, tornando-a mais acessível ao entendimento!!!

    ResponderExcluir
  10. andrea (sala de leitura)23 de maio de 2013 16:00

    Acredito que neste ano de 2013, como professora da sala de leitura estou tendo a grata oportunidade de desenvolver diversas atividades de leitura, em que a cada momento poderei levar ao aluno diversos tipos e gêneros literários, e na matemática, posso estar mostrando diversas formas de interpretar os exercícios, e levar um pouco de outros conhecimentos dentro da matéria, como por exemplo as atividades lúdicas contidas nos livro da sala de leitura, a biografia de alguns matemáticos, etc. A minha expectativa é que através dessas atividades o aluno se desenvolva como cidadão possuidor do domínio de suas próprias escolhas.

    ResponderExcluir
  11. Por Adriano:
    Os alunos criam um bloqueio que eles mesmos falam, por precisamos ler para resolver matemática, eles tem grandes dificuldades em problemas simples, que é apenas para tirar algumas informações para que consigam resolver, e quando nos professores junto com eles lemos e explicamos o que é para ser feito eles falam “é só isso que precisava” precisamos juntar idéias, forças e experiências, para que juntos possamos incentivar os nossos alunos a criarem um habito de leitura, isso para todas as disciplinas, pois mesmo as disciplinas que eles precisam exercer a leitura eles também tem dificuldades.
    E nos diversos problemas de matemáticas os dados estão ali explicito, eles não conseguem perceber e resolver o problema.
    E nos professores de matemática, temos que com calma e tranqüilidade na medida que for possível ir interagindo ainda mais com os alunos para que eles possam perceber cada vez mais, que as matérias não trabalham sozinhas e sim que todas estão interligadas de uma forma ou de outra, por exemplo, em Geografia ele pode estar estudando sobre população e o professor pode dizer vamos ver porcentagem que essa população representa no contexto mundial.

    ResponderExcluir
  12. Bons leitores são bons em qualquer disciplina?
    Trabalhar redação e leitura é tarefa de todos os professores, não só dos que lecionam Língua Portuguesa. A capacidade de entender e produzir texto é fundamental em qualquer disciplina de História até Matemática. Cada área tem textos com características expecifícas e não da deixar tudo pr conta do professor de Língua Portuguesa. Então, o que todo professor pode fazer: a)Estimular o gosto pela leitura; b) Fazer pergunda e discutir o que foi lido; c) Avaliar o aprendizado por escrito; d) Mostrar a importância do vocabulario específicos; e) Incentivar a clareza do escrever; e f) Treinar a abilidade de organizar ideias.
    antonio

    ResponderExcluir
  13. Para se tornar um leitor habitual é necessário ter interesse por algum assunto, seja lá o que for, porém durante os meus anos de sala de aula fui percebendo que cada vez mais os jovens, com algumas exceções, se afastam dos assuntos polêmicos que exigem nossa opinião, que exigem um questionamento e isso leva a leitura, pois como discutir se não há informação. Mas eu que eu tenho visto, é que os jovens já chegam com uma opinião” formada”, quer dizer uma idéia que foi enfiada na cabeça dele pela igreja que ele frequenta e isso é horrível, visto que bloqueia o nosso trabalho de professor. Percebo isso diariamente em minhas aulas e com uma frequência cada vez maior...

    ResponderExcluir
  14. Bauro, não me identifiquei no comentário anteriror...Para se tornar um leitor habitual é necessário ter interesse por algum assunto, seja lá o que for, porém durante os meus anos de sala de aula fui percebendo que cada vez mais os jovens, com algumas exceções, se afastam dos assuntos polêmicos que exigem nossa opinião, que exigem um questionamento e isso leva a leitura, pois como discutir se não há informação. Mas eu que eu tenho visto, é que os jovens já chegam com uma opinião” formada”, quer dizer uma idéia que foi enfiada na cabeça dele pela igreja que ele frequenta e isso é horrível, visto que bloqueia o nosso trabalho de professor. Percebo isso diariamente em minhas aulas e com uma frequência cada vez maior...

    ResponderExcluir
  15. Bauro...
    Não tem como estudar história sem ler muito... todo o conteúdo depende de leitura e interpretação. Mas as a grande dificuldade que nós professores de história enfrentamos é que nossos alunos não se dedicam a leitura, nem de notícias diárias, muito menos frequentar uma biblioteca e estar constantemente lendo um livro. São raros os que fazem isso.
    Minha disciplina trabalha muito com artigo de opinião, pois o estudo de história exige sempre um questionamento, sempre baseado em leitura é claro, porque se não estaremos reproduzindo somente o que já está pronto.
    Com leitura de textos, livro didático, caderno do aluno e eventualmente um vídeo que tenha a ver com o assunto tratado.

    ResponderExcluir
  16. A internet fez com que as pessoas deixassem a leitura de livros de lado, o que resultou em jovens cada vez mais desinteressados pelos livros, possuindo vocabulários e escrita cada vez mais pobres.
    A leitura é faz parte da aprendizagem do individuo, pois é através dela que enriquecemos nosso vocabulário, obtemos conhecimento, usamos nosso raciocínio e interpretação.
    Muitas coisas que aprendemos são esquecidas com o tempo, pois não as praticamos. Através da leitura rotineira, tais conhecimentos se fixam de forma a não serem esquecidos posteriormente. Dúvidas que temos ao escrever poderiam ser sanadas pelo hábito de ler; e talvez nem as tivéssemos, pois a leitura torna nosso conhecimento mais amplo e diversificado.
    Durante a leitura descobrimos um mundo novo!
    O hábito de ler deve ser estimulado na infância, para que o indivíduo aprenda desde pequeno que ler é algo importante e prazeroso, tornando-se um adulto culto.Nossos alunos devem saber ler e compreender o que está lendo. A Escola deve fornecer uma educação de qualidade incentivando a leitura, pois dessa forma a população se torna mais informada e crítica.Andressa

    ResponderExcluir
  17. Domingos
    Querendo ou não querendo, em todas as disciplinas a base esta condicionada a uma boa leitura, pois só a partir dela poderemos começar a interpretar qualquer assunto mencionado. O maior problema é que os jovens de hoje se interessam por muito pouco assunto, principalmente se for literário. Precismos arrumar meios para que eles comecem a apreciar o gosto por adquirir mais conhecimento, e que a leitura é fundamental para adquirir qualquer conhecimento de qualquer assunto.
    Em geografia temos a necessidade da leitura para apresentar o tema e a partir disso começar a interpretação e correlação com diversos assuntos correlatos. Quando lemos um mapa/gráfico/histograma é necessário interpreta-lo e correlacionarmos com diversos assuntos que estejam associados.
    Precisamos, desde a infância, tentar a conscientização deles para a necessidade de uma leitura sistemática e contínua.

    ResponderExcluir
  18. FECHANDO O FÓRUM....

    Caros colegas de trabalho!

    Entendemos que a formação de leitores plenos não pode ser atribuição somente dos anos iniciais do Ensino Fundamental. As demandas colocadas hoje para o domínio da linguagem escrita exigem o desenvolvimento de habilidades cada vez mais complexas a quem vive em uma sociedade como a nossa. Sabemos que os estudantes geralmente chegam ao Ciclo II e Ensino Médio sem estas habilidades, que são necessárias para seguir aprendendo e participar das práticas sociais que envolvem este conhecimento. Para que aconteça realmente a inserção dos nossos alunos em uma comunidade de leitores e escritores, é preciso pensar em um trabalho que comprometa toda a instituição escolar nesta tarefa.
    O objetivo desses estudos é contribuir para a reflexão e o debate da equipe, no tocante à responsabilidade de todas as áreas de conhecimento, na tarefa de ensinar a ler e escrever e dar subsídios para o planejamento das ações dos professores a partir da indicação daquilo que cada estudante precisa ser capaz de realizar, progressivamente, nos diferentes anos do Ciclo II do Ensino Fundamental e Ensino Médio, em relação ao domínio das habilidades de leitura e de escrita para gêneros de texto das esferas escolar, de divulgação científica, jornalística e literária.
    É o professor, mediador, que, primeiro compartilhadamente, reconhece as vozes, traz à tona as ênfases dadas pelo grupo, estabelece esta troca na relação do texto com o leitor dentro do grupo. Num segundo momento, cada leitor, progressivamente, internaliza o diálogo com o texto e a leitura se torna autônoma.
    As habilidades envolvidas na leitura e na produção de textos devem ser ensinadas em contextos reais de aprendizagem, em situações em que faça sentido aos estudantes mobilizar o que sabem para aprender com os textos.
    Habilidades a serem exploradas antes da leitura integral do texto
    HABILIDADES DE LEITURA - Antes da leitura
    • Levantamento do conhecimento prévio sobre o assunto.
    • Expectativas em função do suporte.
    • Expectativas em função dos textos da capa, quarta-capa, orelha etc.
    • Expectativas em função da formatação do gênero (divisão em colunas, segmentação do texto...).
    • Expectativas em função do autor ou instituição responsável pela publicação.
    • Antecipação do tema ou ideia principal a partir dos elementos paratextuais, como título, subtítulos, epígrafes, prefácios, sumários.
    • Antecipação do tema ou ideia principal a partir do exame de imagens ou de saliências gráficas.
    • Explicitação das expectativas de leitura a partir da análise dos índices anteriores.
    • Definição dos objetivos da leitura.

    Certamente todos nós estamos crescendo um pouco mais com esses estudos.

    Parabéns para todos nós!!!

    Kátia Albino

    ResponderExcluir

Não esqueça de se identificar com nome completo e disciplina.